Marcus Garcia

Professor

Palestrante. Atua na área de educação nos estudos de gestão educacional e formação docente. Diretor da IDEÁRIO, selo editorial para teoria do conhecimentocausalidade e ser humano. Autor e pesquisador em educação nas áreas de interesse de comunicação, formação docente e organização educacional. Licenciado em Pedagogia, Especialista em Gestão do Conhecimento e Mestrado em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação. Especialista em Inteligência Emocional. Autor de centenas de publicações entre livros, artigos científicos e ensaios. Professor no ISAE/FGV nas disciplinas de Estratégia EmpresarialRaciocínio Lógico e Processo DecisórioComunicação e Expressão em Gestão de PessoasFormação de Gestores em Curitiba e atua em outras instituições públicas e privadas brasileiras. Mentor, atua nas iniciativas da BNCC Brasil para formação de gestores e docentes para os responder aos desafios da nova BNCC na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio levando a BNCC para a prática da sala de aula. É autor de 22 livros.

Metodologias ativas: a aplicação das tecnologias e estratégias para apoiar o processo de aprendizagem
As metodologias de ensino são como uma grande caixa de ferramentas as quais podem ser aplicas nas mais diversas situações e desafios que os docentes se deparam para mediar o processo de aprendizagem, seja utilizando ferramental informático ou não. O funcionamento da mente humana reserva surpresas quanto à velocidade e capacidade de aprendizagem de cada indivíduo, mas tem um comportamento conhecido em relação ao mecanismo que conduz à aprendizagem. Trabalhando com a metodologia adequada a cada tipo de desafio de aprendizagem e característica dos aprendizes é possível atingir excelentes resultados estimulando o protagonismo dos estudantes.
Projetos: o que é preciso para elaborar e executar com assertividade proporcionando a melhor experiência de aprendizagem
Os projetos podem ser um excelente e poderoso aliado para proporcionar a integração dos estudantes em torno de temáticas que eles considerem relevantes à sua realidade. Pode ainda abrir a oportunidade para que o exercício do protagonismo dos estudantes estimule a participação das famílias, gere engajamento de outros setores da sociedade e do serviço público, trazendo as questões mais relevantes à cada realidade para serem observadas dentro da escola gerando a percepção do estudante em relação ao mundo do qual participa.
Projeto Político Pedagógico (PPP): revisão e aprimoramento contínuo
A documento do projeto pedagógico deve ser a diretriz condutora dos princípios que estimulam o pensamento da comunidade escolar que o criou para que as bases das competências, habilidades, atitudes e valores que se quer estimular nos estudantes sejam compartilhadas por todos. A dinâmica das sociedades humanas, contudo, exige que as diretrizes sejam periodicamente revistas e o pensamento coletivo aprimorado
Sua organização escolar com alto desempenho
Organizações escolares bem-sucedidas, são invariavelmente, aquelas que conquistam alto desempenho. O conceito de sucesso para uma organização escolar pode passar por diversos componentes de avaliação, mas é no efetivo aprendizado dos estudantes para a vida que ele é coroado. O nível de desempenho, por sua vez, também é um indicador importante e é medido institucionalmente por avaliações internas e externas, mas novamente, será no destaque que seus estudantes conquistarem que ele será comprovado
Mapeamento das relações humanas no ambiente de trabalho
A base do sucesso e do alto desempenho nas organizações está na qualidade das relações humanas que se estabelecem em seu contexto. As professoras, professores e assim também a equipe gestora, precisam exercitar o mapeamento das relações humanas para compreender os interesses que movem os grupos e as pessoas que deles participam
Comunicação na atuação gestora
Uma gestão de sucesso tem suas bases e seus fundamentos na comunicação. Comunicar-se a partir de um papel com responsabilidades ampliadas, como é o caso da gestão, requer de quem o ocupa, discernimento diferenciado do processo comunicacional humano e como ele interfere na qualidade de tudo que é pensado, articulado, proposto e realizado
BNCC: a escola em transformação
Reflexão sobre uma visão integrada da BNCC e seus desdobramentos para que ela seja levada à prática.
Currículo: adequação à realidade local
Dando significado e inserindo num contexto factível
Formando para a gestão: relações humanas nas escolas
O exercício do papel gestor é na maioria das vezes ocupado por um(a) docente que raramente tem formação específica para gerir. Nesse contexto é imprescindível que o(a) ocupante desse papel saiba quais são as técnicas mínimas a serem aprendidas para que possam ser colocadas em prática à serviço de uma gestão eficaz
Conflitos: atuação e o papel da gestão
Onde se reúnem duas ou mais pessoas para realização de um trabalho e compartilhamento de atividades há um potencial latente e pulsante ao surgimento de conflitos. Os conflitos são naturais e necessários para que o melhor do grupo seja colocado a serviço do objetivo do trabalho.
Organizações educacionais e a construção do Capital Conhecimento
Os conceitos de Capital Humano e Capital Intelectual se fundem para gerar esse novo conceito do Capital Conhecimento. Organizações educacionais são as principais responsáveis pela sua realização nos indivíduos. A aprendizagem, fenômeno que materializa a construção do Capital Conhecimento está no objetivo da escola.
A revolução da Inteligência Artificial (IA): gestor(a), porque é preciso pensar sobre isso?
Entramos em contato diário com a Inteligência Artificial (IA) e não nos damos conta disso. Os níveis de evolução para essa tecnologia são surpreendentes e a cada ano a capacidade de sistemas baseados em IA tomarem decisões cada vez mais complexas, aumenta enormemente. Já há sistemas que podem realizar diagnósticos médicos, elaborar contratos e até escrever crônicas esportivas, com precisão muito superior quando comparado ao mesmo realizado por equipes inteiras de profissionais altamente especializados e experientes. E tudo isso em uma fração do tempo, em alguns casos, de forma instantânea.
Profissão docente e o sucesso: uma questão de identidade ou de atitude?
Sobre porque a escolha da educação como profissão precisa da compreensão do profissional sobre sua própria identidade em relação ao que faz e suas atitudes que demonstram esse fazer.
Educação transformadora: ela começa por você
Sobre porque a transformação é condição para que a educação cumpra com seu objetivo da aprendizagem.
Aprender mais para ensinar melhor
Sobre porque ensinar poder significar aprender duas vezes, mas dependendo de como se ensina só o professor aprende.
Inteligência Emocional: autoconhecimento para definir e orientar a vida
Sobre porque as nossas muitas inteligências dependem integralmente da inteligência emocional para se desenvolverem.
Desenvolvimento humano: você conhece seu potencial?
A evolução de cada pessoa passa entre outros aspectos pela ampliação dos conhecimentos, consolidação de saberes, pelo próprio trabalho realizado, relações estabelecidas e muitos outros fatores. Porém, para que todos se desenvolvam o primeiro passo a ser dado é reconhecer seu próprio potencial.
Escola e família: construindo uma relação colaborativa
A escola depende da família para educar as crianças para os bons valores, dar a elas o apoio e suporte necessários à sua caminhada rumo às descobertas de um mundo em constante transformação. A família, por sua vez, depende da escola para mostrar às crianças as possibilidades que o aprendizado e os novos conhecimentos que surgem a cada dia as ajudarão a compreender o mundo com olhar crítico e transformador de sua própria realidade
Família: gerando engajamento e efetiva participação na escola
Não haverá participação efetiva da família no processo de aprendizagem das crianças enquanto elas não entenderem que a escola faz uma parte do processo e que depende delas (as famílias) a consolidação e efetivação do processo de aprendizagem. Essa compreensão é o primeiro passo para construir o engajamento efetivo da família nesse processo.
Mídias sociais: um novo paradigma para a aprendizagem no século XXI.
Penso, logo questiono. As mídias sociais em todas as suas formas de manifestação, sejam públicas ou privativas para grupos restritos, constituem uma nova forma de pensar as relações humanas, a comunicação, o trabalho e o aprendizado.